quarta-feira, 3 de julho de 2013

PRESAS – A DÁDIVA DA ESCURIDÃO - MARCO DE MORAES



Estas são as lembranças de um andarilho que teve de recomeçar sua jornada quando se vê em um sombrio e nebuloso pântano, rodeado de cadáveres humanos. Perdido e amedrontado por não lembrar-se sequer do próprio nome, percorre florestas e estradas em busca de sobrevivência e acaba entrando em contato com o humilde povo do condado de Wisewood. Além de percorrer suas vagas recordações e tentar entender a magia que o atrai tanto àquele lugar, ele ainda deverá enfrentar os filhos da noite, as sanguinárias criaturas que insistem em persegui-lo. Neste cenário perturbador e atraente, as horas parecem dias, criando uma mistura de pesadelo e realidade; e os limites entre luz e escuridão se perdem a cada momento em meio a névoa, fazendo com que estas criaturas dominem e perdurem na escuridão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Sem ofensas
- Se seguir é só avisar que eu vou seguir de volta
- Deixe o URL do seu blog/site para que eu possa retornar a visita
- Eu sempre retribuo as visitas, mesmo se eu não comentar pode ter a certeza que eu o visitei.